Inhame

 

Existem alguns alimentos que apesar de serem muito nutritivos não são muito consumidos pelos brasileiros. É o caso do Inhame um potente antiinflamatório natural  e sua ação pode deixar o organismo livre do acúmulo de líquido e toxinas. Graças a esse poder as mulheres conseguem manter bem longe dois dos seus maiores inimigos: pneuzinhos e celulite. O tubérculo inda é rico em carboidrato, cálcio, ferro, fósforo, além das vitaminas do complexo B, especialmente a vitamina B1(importante no crescimento infantil) e a vitamina B5 (que auxilia o sistema imunológico) e vitamina C, que combate os radicais livres.

 

Ser fonte rica em vitaminas e sais minerais já seria motivo mais que suficiente para estimular o consumo deste alimento poderoso, porém, os benefícios do inhame não param por aí:  •     Por equilibrar os níveis do hormônio progesterona, ele ajuda a amenizar as cólicas menstruais e outros sintomas da TPM

 

•    Aumenta a fertilidade, devido à ação do fito-hormônio diosgenina que no organismo é transformado em outra substância de nome complicado a desidroepiandrosterona (DHEA)

 

O DHEA é responsável pela produção de 50 hormônios entre eles o GH (hormônio do crescimento) que tem a função de estimular a queima de gordura abdominal e o ganho de músculo

 

•    Aumenta o sistema imunológico porque é rico em zinco

 

•    Evita malária, dengue e febre amarela, uma vez que, no sangue, o inhame neutraliza o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo

 

É claro que tais benefícios só aparecem com o uso regular do alimento. É recomendado o consumo pelo menos três vezes por semana, substituindo outras fontes de carboidrato como o pão, arroz e massas.

 

Além disso o  inhame ainda apresenta em sua composição uma saponina de ação esteroidal, que age de forma semelhante e que interfere em nossas hormônios,chamada diosgenina. Tem uns grupos de estudiosos Koreanos que tem publicado resultados importantes sobre o inhame e à diosgenina. São estudos em 2 ou 3 áreas. Uma delas é a capacidade da diosgenina em aumentar a formação de colágeno tipo 1 e estímulo a osteoblastos, melhorando toda a matriz óssea para depósito de minerais, especialmente o cálcio. Outra linha de pesquisa é na capacidade fitoestrogênica do inhame, que já se mostrou efetivo em reduzir a proliferação de células de câncer de mama. E este mesmo grupo que estuda esta parte hormonal, já andou publicando, ainda que com baixa relevância estatística, possível potencial da diosgenina a ser utilizada como terapia de reposição hormonal, em mulheres pós menopausadas. Em contrapartida, há uns pesquisadores australianos, da Universidade de Queensland,que já demonstraram aumento da fibrose renal, em ratos, com uso prolongado deste inhame, que na maioria destes estudos, o utilizado é sempre o mexicano.

 

Como nossas avós já diziam e está comprovado: INHAME FAZ BEM A SAÚDE!!!

 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s